♥ Olha o cão, olha o cão! ♥




O cão soltou-se.
Arrastou a corrente
E estragou as couves.
Francamente!

Vão prender o cão!
Dizia o meu pai.
Mas quem o apanha,
Onde é que já vai!!?

Minha mãe ralhava
Com tudo e com todos;
Ficou sem as couves
Esqueceu os bons modos.

Olha o cão, olha o cão!
Dizia a madrinha;
Escondeu-se acolá,
Debaixo da vinha.

Vão prender o cão!
Gritava a avó.
Mas quem o consegue?!
Ninguém que vá só…

Fui eu a correr
Mais o meu irmão,
E sem mais delongas
Prendemos o cão!

Felipa Monteverde

Chegou Edumanes

Olha o cão, olha o cão!
Tão esperto ele parecer
Também parece ser brincalhão
No verde campo o que estará a ver!

Pronto para correr
Com o dono a brincar
O que irá acontecer
Está o cão a esperar!

Talvez uma bola apanhar
E a seu dono a devolver
Pronto de rabo no ar
Para a corrida vencer!

Quando for dado
O sinal de partida
Cão de rabo alçado
Leva pressa na corrida!

Na relva verde amarelado
Lá estava ele, a avó gritava
Mantenham o cão atrelado
Coitado ele só na brincadeira pensava!

13 comentários:

  1. Chica. Muito bom, tem situações que realmente faz esquecer os bons modos! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Risos...
    Que bagunceiro!
    Lindo texto.

    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Essa ama uma bagunça ... kkkkkk .. amei ... bjs

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, querida amiga, por mais esta gentileza, você é um amor!

    Estou à espera do inverno para ter mais tempo para os blogues, pois tenho bastantes trabalhos espalhados pelas gavetas...
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Esse cão me é bem familiar!!! Parabéns Felipa, está lindo isso! Beijos a vc e a Chica! Chica, hoje te vi no blog de minha amiga Marian. Achei muito legal! Vc está internacional!

    ResponderExcluir
  6. O alarido que o cão causou por ter pisado as couves !

    ResponderExcluir
  7. Isso me lembra alguma cadela que eu nunca vi!!
    E o nome dela não começa com C!!!
    Muito legal!!!
    Bjs do Neno

    ResponderExcluir
  8. Olha o cão, olha o cão!
    Tão esperto ele parecer
    Também parece ser brincalhão
    No verde campo o que estará a ver!

    Pronto para correr
    Com o dono a brincar
    O que irá acontecer
    Está o cão a esperar!

    Talvez uma bola apanhar
    E a seu dono a devolver
    Pronto de rabo no ar
    Para a corrida vencer!

    Quando for dado
    O sinal de partida
    Cão de rabo alçado
    Leva pressa na corrida!

    Na relva verde amarelado
    Lá estava ele, a avó gritava
    Mantenham o cão atrelado
    Coitado ele só na brincadeira pensava!

    Boa quinta-feira para você,
    amiga Chica,
    Um abraço
    Eduardo.
    Muito engraçado o poema do cãozinho!


    ResponderExcluir
  9. :) situaçoes dificeis, arrumadas por meninos!!!!
    beijos, gostei!!!

    ResponderExcluir
  10. KKK...Essa é a Chica,a joaninha maluquinha,que devia ser uma menina bem arteira!...rss...adorei a poesia!bjs,

    ResponderExcluir
  11. Vim ler, sonhar, adorar e deixar um abraço.

    ResponderExcluir
  12. Chiquinha,
    tudo bem?
    Já tive tantos cachorros e minha mana tem tantos, oito para ser mais exata, que foi impossível não 'ver' eles aqui nos poemas! Muito bom!
    Beijão :)

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥